Copa do Mundo 2010 - Espanha

Autor: 
MBPress

Espanha


Espanha copa 2010


Nome: Real Federación Española de Fútbol, RFEF

Fundação: 1909

Localização: Ciudad del Fútbol Español - C/ Ramón y Cajal, s/n 28230 LAS ROZAS (Madrid)

Maior artilheiro: Raúl González (44 gols)

Destaque atual: Fernando Torres

Principais títulos:
- Eurocopa (2): 1964 e 2008

Participações em Copas
- 1930: não participou
- 1934: quinto lugar
- 1938: não participou
- 1950: quarto lugar
- 1954: não participou
- 1958: não participou
- 1962: décimo segundo lugar
- 1966: décimo lugar
- 1970: não participou
- 1974: não participou
- 1978: décimo lugar
- 1982: décimo segundo lugar
- 1986: sétimo lugar
- 1990: décimo lugar 
- 1994: oitavo lugar
- 1998: décimo sétimo lugar
- 2002: quinto lugar
- 2006: nono lugar
- 2010: campeã

A Espanha se classificou para a Copa do Mundo FIFA de 2010 no dia 9 de setembro de 2009, com duas rodadas de antecedência.  A equipe foi a primeira colocada do grupo 5 das eliminatórias européias.

No grupo da Espanha estavam Bósnia-Herzegovina, Turquia, Bélgica, Estônia e Armênia. Foram 30 pontos em dez jogos. A equipe teve 100 % de aproveitamento, marcou 28 gols e tomou apenas cinco.
A seleção apresentava um bom conjunto e chegou muito forte para a disputa da Copa na África do Sul. Tinha seus destaques individuais, mas a principal virtude da equipe era o equilíbrio presente em todos os setores.

O time contava com o experiente goleiro Iker Casillas, do poderoso Real Madrid. A zaga titular foi composta por Sérgio Ramos, Piqué, Marchena e Capdevila. A defesa, experiente, mostrou força nas Eliminatórias da Europa.
O meio-campo foi composto por Marcos Senna, Xavi, Iniesta e David Silva. O primeiro dava a segurança para que Xavi e Iniesta pudessem ter tranquilidade para auxiliar David Silva na armação. O setor ainda contava com craques como Fábregas e Xabi Alonso, que são considerados reservas.

O ataque foi formado por David Villa e Fernando Torres. O jogador do Liverpool passava por uma boa fase e era um dos principais destaques da equipe naquele momento. A base da seleção européia é a mesma equipe que conquistou a Eurocopa de 2008.

Após o torneio, o técnico Vicente Del Bosque assumiu o lugar de Luis Aragonés e fez questão de mexer pouco na equipe. A Espanha chegou à Copa com a missão de comprovar seu favoritismo e afastar a imagem de “amarelona” que conquistou nas últimas vezes em que chegou como destaque à Copa. 

E - dito e feito. Jogando impecavelmente a Espanha conquistou o título da competição - o primeiro da história do país.