Como funciona a ginástica rítmica

Autor: 
MBPress
ginástica rítmica

A ginástica rítmica nasceu da artística. Em meados de 1940, países do Leste Europeu começaram a incluir músicas e coreografias aos exercícios da ginástica tradicional. Assim, aos poucos surgiu o esporte em que graça e beleza são tão ou mais importantes que a própria técnica dos movimentos.

A primeira competição oficial de que se tem notícia é um torneio organizado justamente por nações do Leste Europeu, em 1961. Naquela época, porém, a nova modalidade já estava relativamente difundida. Tanto que, no ano seguinte, a Federação Internacional de Ginástica (FIG) reconheceu a disciplina e estabeleceu regras para a prática esportiva.

 


Imagem cedida pelo Comitê Olímpico Brasileiro
Crédito: Evandro Teixeira/COB/Divulgação

 Dessa maneira, o primeiro Campeonato Mundial não demoraria a acontecer. Ele seria realizado em 1963, em Budapeste, na Hungria. Três anos mais tarde, novos aparelhos seriam incorporados à modalidade, como as fitas e as maças (veja mais no item Equipamentos).

A estréia da ginástica rítmica em Olimpíadas, porém, só viria a acontecer quase duas décadas depois, em 1984, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Também conhecida como GRD (Ginástica Rítmica Desportiva), a modalidade tem os europeus como referência entre os atletas.